Entre duas estradas. A muito passada e a não desbravada - a terceira opção - fez a diferença; sim a que não existia... Eu criei a minha!” Elanklever

.
"O infinito jamais terminará diante de sua última montanha"
Antunes D'Ziclague

quarta-feira, 27 de julho de 2016

terça-feira, 26 de julho de 2016

O sabor da vida - Elanklever

.
.
O sabor da vida, depende de quem a tempera.
Elanklever

domingo, 24 de julho de 2016

Aluno ou estudante ?

.
Alunos barrando estudantes, enfim evoluimos.
Elanklever

Um toque na mente - Elvio

.

Um pequeno toque na mente.

22.07.2016 21:52 hrs. - Elvio A. de Arruda.

Reflexões - Estudo: Busca de valores - Vontade e Coragem. Foco.

Busca de dados para reflexões - Livros, experiências, escola, cursos. Confronto com (geração e encontro). Reações, evolutivas ou redutivas.

Estudo = Reflexão, avaliação, ponderações, resumos,

Estudo e prática = Aplicação da teoria no aprendizado = prática (fazendo) - Soluções de problemas práticos que se apresenta (dificuldades).

Capacidade de reciclar avaliações. Extrair a utilidade dos resultados, e replicar as ações coerentes evolutivas, quando do mesmo fato ou na expansão do conhecimento.

Inteligência - Organiza, cria e aplica o conhecimento na solução de problema. Disciplina, direção, comportamentos ...

Sabedoria - Discernir entre problemas uteis e inúteis, capacidade em avaliar a extensão e a utilidade ou nulidade da situação. Agir.

22.07.2016 - 24 hrs. "exato".

Criar problemas?
Virtude ?
Sabedoria ?
Captação de problemas que valham a pena!

Qualidade - Problemas nulos e anulantes
Problemas uteis, utilizantes.


Conceitos:

Tendências - Evolução ou Redução.

A Faculdade nos prepara para sermos um autodidata - Elanklever

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Digital Art - Elvio

Digital Art - Elvio

Click na imagem - fica mais nítida. 

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Iguais diferentes - Elvio A. de Arruda

.
IGUAIS DIFERENTES

Passantes
Calmos, apressados,
Passam depois, passam antes.
No mundo dos viventes
Eu a participar.

Formigas, elefantes,
Nós, os ditos pensantes.
Ditos racionais, não podemos  parar.
Muitos alegres, outros não.

Querem andar retos, ou reaviar.
As coisas se misturam: iguais indiferentes,
com iguais diferentes.

Espiam a via, contemplam o
passar, pensando, perguntando,
para que pensar?

Elvio Antunes de Arruda
Elanklever



quarta-feira, 22 de junho de 2016

Viu ou ouviu o vil? - Elanklever

.
 VIU OU OUVIU O VIL? 

Viu, ou ouviu dizer  do vil?
Sórdido, ordinário, reles.
Alguém viu?
Insignificante, mesquinho, desprezível, vil!
Alguém viu?

Oh, infame, tolo vil!
Não há vil.
Jamais alguém será vil,
Jamais serão vis.
Todos afundaram com o navio.

Por isso o vil, ninguém jamais ouviu.

Agora todos julgam,
Ninguém jamais viu um
desvio, caminho do vil.
Nunca, jamais alguém violou!
Vil, vilão na vila não.

Violento, toca a vida, viola não.

Deixe me cuidar do meu violal,
Ou dos bem-te-vis.
Para me livrar deste mal,
afirmo.

Ninguém viu o vil.
Nem eu vi o vil.
Em trajes de gala
ou civil.



Elvio A. de Arruda (21.06.2016)